Uma passadinha em Petrópolis – RJ

A cidade de Petrópolis é bastante conhecida entre os brasileiros e turistas. Além de ser a Cidade Imperial, também possui um dos mercados de rua mais famosos do país, juntamente com a 25 de março em São Paulo e o Saara no RJ. Mas poucos de vocês sabem que eu morei lá quase minha adolescência inteira. E depois de anos sem cutir umas comprinhas por lá, resolvi passar um dia do meu feriado aproveitando a cidade. Quando comentei no twitter que estava subindo a serra muitos vieram pedir dicas da onde ir, então …

Primeiro de tudo, tenha em mente o que você quer fazer na cidade, compras ou passear? Infelizmente as duas coisas ao mesmo tempo é meio complicado! Se sua prioridade é fazer comprinhas vá direto para a Rua Teresa. É o tal mercado de rua. São mais de 1000 lojas em 2km de extensão, que ficam no coração da cidade. Lá você vai encontrar desde moda feminina e masculina até roupa para bebês. A maioria das lojas é de fabricação própria e fornecem para diversas marcas do país. Então é fácil achar aquela blusa IGUAL a uma que você viu na loja de marca preferida pela metade do preço!

Mas é importante frisar, para não haver desapontamento, que a maioria das roupas é voltada para o frio. São diversos cardigans, casaquinhos, roupas de tricô, muito jeans etc e muitas das lojas são iguais. As poucas que se destacam por um estilo mais rocker e tecidos mais levinhos vivem lotadas, então se prepare psicologicamente para não perder a paciência. Mas se vir uma loja que seja a sua cara, vale a pena perder um tempinho alí e olhar com calma, até porque quase todas as lojas possuem preço de atacado! Ah, e entre nas galerias. São diversas e muitas lojinhas pequenas (e boas) ficam bem escondidinhas. Duas lojas que gosto muito são a Espetaculosa (Rua Teresa, 122 / loja7) e a Kinky (Rua Teresa, 259), ambas possuem roupas mais elaboradinhas!


(Blusa de caveira da lojinha da rodoviária. Camisa R$ 20,00 + estampa R4 10,00 – Moletinho London R$ 35,00 – Blusa alfinete R$ 30,00 – Blusa Revival R$ 28,00 – Blusa Londres R$ 40,00 – Blusa oncinha R$ 35,00)

Depois das compras, vamos ao almoço! Se vocês estiver de carro saia da rua principal e procure por restaurantes da região. Petrópolis tem diversos bistrôs, comida feita na panela de barro e pizza na lenha, típicos de restaurantes serranos. Mas se você estiver a pé, na Rua Teresa mesmo tem comidas à kilo caseiras bem baratinhas.

Outro local bacana para andar é a Rua 16 de março, bem pertinho da Rua Teresa (você pode cortar caminho pela galeria Marchese). Alí tem muitas lojas de presentes e lembrancinhas. E se você foi de ônibus, na própria rodoviária de Petrópolis tem uma loja que estampa em pedrinhas a roupa que você quiser na hora. Infelizmente não lembro o nome da loja mas é fácil de achar.

Bom, chega de compras e vamos falar de passeios e turismo. A cidade inteira é linda! As casas abrigam desde armarinhos à museus, então é fácil gastar o dedo fotografando a cidade inteira, mas vou destacar alguns lugares que você não pode deixar de visitar! Se você estiver de carro pare primeiro na Casa do Alemão – o melhor croquete de carne do universo – e no Palácio Quitandinha. São do lado um do outro e a construção do Palácio é uma das mais lindas que já vi! Até 1946 o hotel funcionava como um cassino mas com a proibição do jogo no Brasil os salões foram abertos à visitação e eventos. Muitos dos que passam alí não reparam, mas o lago que fica na frente do Palácio tem o formato do mapa do Brasil.

No centro da cidade dá para fazer um roteiro bem bacana à pé. Comece pelo Museu Imperial que abre as portas às 11h da manhã. Construído para ser a residência de verão de Dom Pedro, possui em seus acervos jóias, peças da época e o mais lindo de todos: a coroa e manto imperial. Sem falar no Jardim que é deslumbrante. Se você for passar a noite na cidade, às 20h de quinta, sexta e sábado é apresentado o espetáculo Som e Luz, onde conta-se a história através de efeitos especiais nas paredes do museu.

Seguindo a pé quase em frente ao museu está o Palácio Amarelo, onde hoje funciona a Cãmara Municipal de Petrópolis. Aberto à visitações diariamente.

Na mesma rua mais à frente está uma das minhas construções preferidas: A Catedral de São Pedro da Alcântara. Adoro arquiterura neogótica e a Catedral possui exposta o que mais curto nesse tipo de construção, que são os contrafortes. Todo seu interior é de tirar o fôlego, a nave principal, os vitrais e diversas peças em mármore carrara e os bancos são de madeira de jacarandá. Mas o mais legal é que a visitação inclui o que muitos tiveram curiosidade de ver de perto e nunca conseguiram: os sinos e a torre. Vale muito a pena. Dá pra ver o centro da cidade de cima!

Ainda a pé, depois de visitar a Catedral, seguimos em frente e no caminho está o Palácio Rio Negro, casa de verão oficial do ex-presidente Getúlio Vargas. Ele não está aberto para visitação interna. POr enquanto e possível apenas admirar a construção dos seus jardins!

Continue seguindo e você estará de frente para a Praça da Liberdade, uma das praças que mais gosto na cidade. Alí tem parquinho, coreto, chafariz, um centro gastronômico, além de sempre ter algumas distrações, como palhaços, jovens jogando futebol americano ou praticando skyline. Não dá para ficar entediado. E a Casa de Santos Dummond e o Relógio das Flores fica logo alí do lado!

Bom, nosso passeio está chegando ao fim. Mais uns 5 minutos andando e estamos de frente para a Cervejaria Bohemia. Tonéis e mais tonéis de cerveja lhe esperam na visitação à fabrica da Bohemia. Além de conhecer o processo de fabricação é possível desgustar, comprar produtos e conhecer um pouco da história da primeira cervejaria do país. A visitação por enquanto está restrita à moradores e pessoas nascidas na cidade mas em breve estará aberta ao público em geral.

E por último, o famoso Palácio de Cristal. Construído incialmente para ser um horto e local de festas, hoje abriga uma exposição com miniaturas dos pontos turísticos da cidade e concertos musicais instrumentais. A mais famosa festa realizada no local foi dada pela Princesa Isabel, que em 1888 entregou as cartas de alforria aos escravos.

Como vocês puderam perceber, todo o passeio foi feito à pé e em uma tarde. Dá para conhecer vários lugares da cidade com tranquilidade. O único mais afastado é o Palácio Quitandinha. Esse realmente é preciso ir de carro ou um planejamento maior já que ele fica na entrada da cidade. E se você pretende passar um final de semana não deixe de conhecer outros locais da região, como Correias, Itaipava, Fazenda Inglesa, Araras e Vale das Videiras. Esse último meu xodó já que foi onde morei e onde ainda possuo sítio! Mas é meio longe de Petrópolis, cerca de 40min de carro. Imagina eu morando lá e estudando em Petrô. Cada dia de aula era uma viagem =P



Espero que tenham gostado das dicas e das fotos dessa cidade que considero ainda uma casa pra mim! Btw, fotos tiradas por mim. Infelizmente não levei a câmera profissional pois fiquei com medo de estar chovendo então todas foram tiradas com o iPhone!

Leave a Reply