[Série de TV] Touch!

Touch, nova série do canal FOX é uma mistura do filme Presságio com Efeito borboleta. Para quem não lembra, em “Presságio” temos uma lista de números descobertas em uma cápsula do tempo, onde anos mais tarde um professor de astrofísica percebe ser uma sequência de datas e números de mortos em uma grande tragédia mundial, onde a maioria delas já aconteceu. Ao perceber o padrão, o astrofísico interpretado por Nicholas Cage, tenta então desvendar – e evitar – as próximas catástrofes. Já em “Efeito borboleta”, temos a famosa ideologia de que toda ação provoca uma reação.

Juntanto essas duas idéias temos a série Touch, protagonizada por kiefer sutherland. Kiefer dá vida à Martin, um ex-repórter e viúvo, que pula de emprego em emprego agora tentando sustentar o filho autista Jake, que nunca disse uma só palavra e é um mistério para o pai. Jake por sua vez tem fixação por números e celulares, e está constantemente escrevendo números em qualquer superfície que encontra.

A série traz a premissa de que todos no mundo estão conectados por uma linha invisível, segundo uma lenda chinesa, e que alguns seres humanos têm a capacidade de “enxergar” essas linhas e facilitar o encontro dessas pessoas. E essa visão é interpretada através de números, já que a física e biologia se expressam sequencialmente (como na disposição dos galhos de uma árvore). O que seria no caso a sequência de Fibonacci. Dizem que quem domina essa arte é capaz de prevê os acontecimentos do mundo. E são esses números que Jake enxerga.

Mas antes de Martin entender que Jake tem o poder de perceber cada padrão escondido no mundo e que conecta cada forma de vida existente, temos vários takes de personagens que no começo parecem aleatórios: um bombeiro que joga na loteria compulsivamente, um adolescente em Bagdá que busca a solução para o sustento da família, uma irlandesa que canta em casas noturnas sonhando com uma carreira, um corretor que perdeu a filha recentemente etc, mas que ao longo do episódio percebemos que um simples celular conectará e mudará suas vidas para sempre em uma sucessão de acontecimentos. Quando Martin finalmente entende tudo o que Jake tentou lhe contar esses anos todos de números aleatórios ele passa a não somente a ajudar essas “conexões” mas a tentar se comunicar com o próprio filho.

A série, que estréia oficialmente somente em março, é feita de maneira inteligente e em um bom ritmo. Mas agora que todos entendemos como tudo funciona e está ligado só resta aos próximos episódios saber de que maneira Martin compreenderá os números passados pelo filho. E desde Fast Forward, série maravilhosa que, acredito eu, tenha acabado prematuramente porque poucos entendiam a complexidade, tenho sentido falta de um tema mais inteligente que coloca o expectador para pensar. Então que venha Touch!

1 Comment

  1. Igor says: Reply

    Vi o comercial na Fox e agora entendi mais a história. A ideia é bem legal, quero ver 😀

Leave a Reply